Uma semana na Costa do Sol: 27 de Dezembro de 2011 - Fuengirola



Fuengirola que em tempos antigos era conhecida pelo nome Suel e depois Suhayl, é uma cidade costeira e um munícipio da Costa do Sol na província de Málaga na comunidade autónoma da Andaluzia, no sul de Espanha.




É um conhecido resort turístico, com mais de 8 Km de praias e uma fortaleza medieva de estilo mourisco.
Como toda esta costa é uma zona de considerável desenvolvimento urbano, tem clima mediterrânico, subtropical, com uma média de temperaturas anuais entre 18ºC no Inverno atingindo temperaturas acima dos 30º C no Verão.



Ao chegar a uma rua larga (Calle Recinto Ferial) que se entrava por uma belissima arcada, encimada por esta bela imagem da Virgem Maria, deparámo-nos com uma Feira de Rua muito movimentada e a perder de vista, com variadíssmos artigos desde roupa a louça típica etc.... e a preços bem convidativos.


1 de Novembro de 2011 - ainda a "imprevista" Lagoa da Praia Velha





1 Novembro de 2012 - A Praia Velha "imprevista"


Não foi só a Praia da Concha que se modificou neste fim de semana de Novembro, na Praia Velha o mar "invadiu" a praia, e a lagoa que quase sempre está confinada à zona norte junto ao bar "Old Beach" estendeu-se por quase toda a praia formando esta extensão de água paralela ao mar.




A ponte de madeira que serve para "passar" a lagoa permitindo o acesso à praia, está a tocar a superfície da água e não conduz a lado nenhum já que a lagoa alargou.


1 de Novembro de 2011 - Costa a norte de São Pedro de Moel


 Belo dia de Inverno o mar limpo com ondas perfeitas.




A praia da Concha como raramente se apresenta cheia de areia que cobre as pedras que usualmente impedem mesmo que se passe dum lado ao outro da praia.


28 de Setembro de 2011 - Outono em Paris 6 - ao longo do Sena



O encerramento do Congresso Eurocoat 2011 culminou com um jantar a bordo de um bateaux-mouche ao longo do Sena.


28 de Setembro - Outono em Paris 5 - EUROCOAT 2011

 

 O Congresso EUROCOAT 2011 organizado pela AFTPVA (Associação Francesa dos Técnicos de Tintas Vernizes e Afins), teve lugar ( como sempre conjuntamente com a Exposição) ,este ano no auditório Boris Vian no Grande Halle de La Villette em Paris.

 

 Com 275 inscritos,o congresso teve um grande sucesso e as comunicações foram de bom nível científico. O tema deste ano centrava-se em " As novas formulações extraidas do vegetal para um desenvolvimento durável das tintas, vernizes, tintas de escrever colas e adesivos"
 

A Eurocoat realiza-se anualmente, e  é uma exposição rotativa realizada alternadamente em cada edição, em Espanha, Itália e França, em paralelo com a feira organiza-se um congresso do sector (revestimentos).

27 de Setembro de 2011 - Outono em Paris 4 - Au bord de la Marne




O rio Marne nasce na meseta de Langres segue o seu curso para norte virando a oeste entre Saint Dizier e Châlons-en-Champagne unindo-se ao Sena em Charenton, cerca de Paris. Há quem diga que por ser o maior rio de França devia ser considerado o rio principal pelo que seria o Sena a desaguar no Marne e não o contrário. Acontece que a sua bacia é extremamente estreita apertada ente a bacia do Aisne a norte e do Sena a Sul, o que não lhe dá suficiente caudal para enfrentar o Sena em Charenton. 


O seu curso é de cerca de 525 Km. O rio deu nome ao departamento  com o mesmo nome e foi palco na Primeira Guerra Mundial de duas importantes batalhas que ficaram conhecidas pelas Batalhas do Marne, no entanto quando se refere a Batalha do Marne é à primeira ocorrida entre 6 e 13 de Setembro de 1914. No decurso desta primeira batalha decisive, as tropas franco-britânicas conseguem parar e fazer recuar os alemães e desfazer o plano Schlieffen que previa a invasão de França em 6 semanas para depois se virarem para a Rússia. A segunda batalha do Marne desenrolou-se de 15 a 18 de Julho de 1918.



26 de Setembro 2011 - Outono em Paris 3


 O jardim de Luxembourg é um dos mais bonitos jardins de Paris. Situado entre o boulevard Saint Michel, a rua Vaugirard, a rua Notre Dame des Champs e ao lado do Palais du Senat. São 22 hectares de canteiros floridos, árvores, lagos, espaços lúdicos para as crianças. O jardim possui recantos calmos, com cadeiras para repouso ou leitura, áreas mais animadas para famílias e crianças, alguns quiosques para refeições rápidas. Um programa muito parisiense, correr domingo de manhã no Luxembourg enquanto as crianças brincam com os barquinhos no lago.

25 de Setembro 2011 - Outono em Paris 2


Au bord de la Seine


25 de Setembro 2011 - Outono em Paris 1


Jardin des Tuilleries

O Jardim das Tuilleries é um dos mais visitados jardins de Paris graças à sua situação central entre o Louvre e a Praça de La Concorde. Como tal as Tuilleries fazem parte de um grande eixo central  que vai do Louvre a La Defense.
No ínicio do séc XVI a área era uma pedreira de barro usado para telhas (tuillerie em francês). Após a morte do marido henri II em 1559, Catherine de Médicis mandou construir um palácio nas tuilleries, o Palácio das Tuilleries. O palácio incluía um enorme jardim ao estilo italiano que lhe lembrava a sua Toscana natal.


 
Entre 1660 e 1664 o jardim foi redesenhado ao estilo francês por André Le Nôtre o mesmo que desenhou os Jardins de Versailles.
O Jardim das Tuilleries foi um dos primeiros parques a brir ao public e mesmo no séc XVIII aí se podia encontrar cafés, quiosques, cadeiras e casas de banho públicas.
O palácio situado junto do Arco do Carrossel, foi arrasado em 1871 pela Comuna, abrindo a visão desde o Louvre ao Arco do Triunfo.
Tal como o Jardim do Luxemburgo neste jardim o vistante pose usar uma cadeira grátis e sentar-se onde quiser.